Reflexões sobre Escalada Esportiva

Arquivo para dezembro, 2014

Sweet November

O mês de Novembro foi simplesmente perfeito. Desde que voltei de Red River Gorge, me dediquei à escalada no Campo Escola 2000, aproveitando o condicionamento para escalar em inclinações bem negativas que obtive no pico americano. Eu não estava com nenhum projeto concreto, estava mais acompanhando o Matteo, que tentava a via Pedrita (8a), a qual conseguiu encadenar muito sólido, o que mostra que nossos treinos estão surtindo efeito nele também!

Assim, finalizando o ciclo de treinamento preparatório para o Campeonato Brasileiro de Dificuldade e colhendo os frutos de todo o aprendizado adquirido em Red River Gorge, consegui duas cadenas importantes no Campo Escola 2000, as vias Epitáfios das Ilusões (9c) e Transamazônica (10a), de forma inesperada. Eu estava com dificuldades de isolar o final da Epitáfios, mas uma vez que descobri meu beta, a cadena saiu na entrada seguinte. Já com relação à Transamazônica, no segundo pega para cadena, consegui encadená-la, travessia que cruza oito vias na falésia. O interessante é que são vias de estilos completamente diferentes, a primeira possui um crux bem duro e a segunda é de pura continuidade.

Além de ótimos resultados na rocha, mesmo sem estar treinando boulder, ganhei a segunda etapa do Campeonato Carioca de Boulder, conseguindo o top dos três boulders da final em flash!

Apertando durante as finais do Campeonato Carioca de Boulder. Foto: Diego Botafogo.

Apertando durante as finais do Campeonato Carioca de Boulder. Foto: Diego Botafogo.

Pódio Feminino com Angela Vargas e Priscila e Priscila Oliveira. Foto: Diego Botafogo.

Pódio Feminino com Angela Vargas e Priscila e Priscila Oliveira. Foto: Diego Botafogo.

Finalizando o sweet November, fui a São Paulo no último final de semana com uma enorme expectativa quanto a minha participação, pois me sentia ultra preparada para a competição, mas, por outro lado, eu teria que superar o nervosismo típico que eu sinto durante as competições. Só que desta vez, meu nervosismo superou todos os já sentidos. O isolamento de campeonatos de dificuldade é muito cruel e passava na minha cabeça tudo o que eu havia passado este ano, toda a preparação e abdicações, além do medo de falhar por uma besteira.

No fim, como um amigo meu diz, quando entrei na via, fui respirando fundo e liguei o automático, escalei com precisão e bom ritmo, mas parando em pontos estratégicos para descansar. Resultado: fiz top de todas as vias e conquistei o campeonato!

Confiram os vídeos de alguns finalistas escalando:

Escalando a via da final. Foto: Alê Cardoso.

Escalando a via da final. Foto: Alê Cardoso.

Foto: Alê Cardoso.

Foto: Alê Cardoso.

Pódio Feminino com Patrícia Antunes e Janine Cardoso. Foto: Matteo Maffizzoli.

Parabenizo a todos que participaram do Campeonato Brasileiro, saibam que vocês estão ajudando no crescimento da escalada esportiva carioca, e à Associação Brasileira de Escalada Esportiva que fez um trabalho brilhante e, por participar mais diretamente da ABEE, pude ver a dedicação de todos os envolvidos, sei que não foi fácil! O resultado final pode ser visto aqui.

Estes resultados foram possíveis com o apoio do Matteo e da minha família, que sempre acreditaram e torceram por mim! Obrigada também às marcas que me apoiam: CAMP, Cassin, Deuter, Edelweiss, Evolução, Five Ten Brasil, Sapo Agarras e Verticale.

Agora que o ano está quase acabando, os planos são finalmente conhecer a Bocaina, no Réveillon, planejar o treinamento de 2015 e estabelecer os próximos objetivos!